Escola ,'

Por momentos , aqueles anos em que riscava , com traços grosseiros de giz , sete quadrados , um tanto ou quanto desproporcionais uns aos outros no chão , irrompem a minha mente .
Em dias de chuva , é como se inevitável fosse , recordo o solo do páteo da escola primária , todo lamaçento , em que faziamos uma covinha e jogavamos ao berlinde . O S. Martinho invadia os nossos minutos todos , saltar a fogueira e queimar as roupas , comer as castanhas , beber o sumo . Era doida por aquelas castanhas , acabadinhas de sair da fogueira .
Chegado o Verão , o calor , lembro que para nós era tentador subir aos locais mais perigosos , sem nunca concluir que podiamos cair dali . Brincar às escondidinhas e à apanhada .
Não esqueço o quão frágil era , o facto da Sra. Palmira ( única funcionária ) ter de me sentar no seu colo e dar - me a comer o lanche que a minha mãe me mandava para a escola , porque a vontade de brincar era maior e esquecia tudo o resto .
Os pequenos , grandes amigos que fiz , uns que nunca mais vi , outros que permanecem . Tudo o que aprendi .
De repente , aparece tudo à minha frente de novo e sorrio , fui tão feliz naquela escola . Agora , vendo tudo aquilo transformado num rancho , quis visitar , vi tudo de outra forma , com outro uso , ficou perfeito , encantador .

1 sonhos ;D:

Raquel Granja disse...

Estas memórias sao tao boas amoor! Puseste-me tambem a mim a pensar naquilo tudo :')
A macacaa ahaha 8D

Enviar um comentário